Menu


Em Busca de Deus

07 DEZ 2016
07 de Dezembro de 2016

O homem descrente modela o seu mundo,

quer que este seja como ele “decide”.

Se alguém contraria, se torna iracundo,

esbraveja, infama, escarnece ou agride.

 

Ao contemplar o cosmo e a própria vida,

deixa o orgulho ofuscar os olhos seus,

e assim no acaso é que ele vê acolhida

a sua teoria do universo sem Deus!

                                           

Um dia, porém, ele desperta aflito,

indeciso, com muita inquietação;

indaga a si mesmo, olhando o infinito:

- O acaso ou Deus? Qual explica a criação?

 

Se  tudo observar com simplicidade

terá a resposta que  satisfaz:

vislumbrará em toda imensidade

a causa primeira que lhe subjaz.

 

Perceberá uma força imanente

que tudo envolve, fecunda e transcende,

do reles verme ao ser inteligente,

do grão singelo à estrela que esplende!

 

Da terra ao Céu louvará a harmonia;

da fauna, a perfeita organização,

da flora, a sublime policromia!

Cantará do cosmo toda a expressão!

 

Porquanto a natureza multifária

obra é de Deus: Suprema inteligência,

de tudo que existe causa primária -

a que devemos toda reverência.

 

Mas, se curvado sobre a natureza,

onde Deus revela clara presença,

esse homem inda vive na  incerteza

ou exibe total indiferença,

 

Resta-lhe adentrar seu mundo interior,

ouvir  a consciência e sua intuição

P’ra de Deus ouvir, com infindo amor:

- Sempre aqui estou, filho do coração!


 

Osvaldo Ourives

Voltar

buscadaplenitude@gmail.com

Osvaldo Ourives

|

Bel. em direito, auditor aposentado,

Idealizador

professor, palestrante espírita.

Tenha você também a sua rádio