Menu


Procedimentos em Face da Mediunidade

07 DEZ 2016
07 de Dezembro de 2016

A obra espírita básica para o conhecimento da mediunidade sempre será o Livro dos Médiuns, de Allan Kardec e que foi publicado em 1861. O seu conteúdo transmite ensinamentos dos Espíritos acerca da teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os obstáculos que se podem defrontar na prática do Espiritismo, conforme muito bem acentua o Codificador no frontispício da obra citada.

 

Além da citada obra especializada em mediunidade, muitas outras existem sobre o assunto e que são importantes para complementação do estudo, como NO INVISÍVEL, de Léon Denis; VOCÊ E A MEDIUNIDADE, de J. B. Tamassia; APOSTILAS DO COEM - Centro de Orientação e Educação Mediúnica, do Centro Espírita Luz Eterna, Curitiba/PR; CURSO DE INICIAÇÃO MEDIÚNICA, da FEB; NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE, de André Luiz, Espírito; etc.

 

Mas, é bom deixar claro que, qualquer estudo ou experimentação relacionado à mediunidade, deve ser feito depois do estudo de O Livro dos Espíritos, também de Allan Kardec, e do qual o Livro dos Médiuns é continuação natural, sem nos esquecermos de conhecer as demais obras básicas da codificação (Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno, e Gênese, do mesmo autor) e, igualmente, as complementares.

 

Vale ressaltar que o mencionado Evangelho Segundo o Espiritismo nos oferece as instruções necessárias para a formação do lastro moral que a prática mediúnica requer, sem o qual poderemos sofrer sérios prejuízos.

 

Se a pessoa se reconhece portadora de mediunidade, o ideal é buscar a orientação abalizada de um Centro Espírita, reconhecidamente kardecista, onde terá a oportunidade de fazer Cursos, através dos quais obterá visão ampla da Doutrina e conhecimento específico sobre mediunidade. Agindo dessa forma, terá condições de integrar grupos de desenvolvimento e educação da faculdade mediúnica, a depender logicamente do aval dos orientadores encarnados e desencarnados.

 

A finalidade da mediunidade é levar o seu portador ao crescimento espiritual, permitindo, em ação de amor e caridade, que os bons Espíritos auxiliem e esclareçam os que estão ao seu redor.

 

Quaisquer práticas mediúnicas fora desses parâmetros, como por exemplo, objetivando interesses econômicos, não aplicando o respaldo do estudo, da reforma íntima e da prece, representam desserviço, produzindo infortúnio aos seus realizadores.

 

Osvaldo Ourives

Voltar

buscadaplenitude@gmail.com

Osvaldo Ourives

|

Bel. em direito, auditor aposentado,

Idealizador

professor, palestrante espírita.

Tenha você também a sua rádio